Macaenses conquistam os títulos de Campeã e Vice-Campeã Brasileiras de Kickboxing

As atletas Vanderlúcia e Suelen conquistaram o Campeonato Brasileiro em São Paulo, sagrando-se campeã e vice, respectivamente

macae-kickboxing-interna

Exibindo medalhas, vitórias e muitos sorrisos, a atleta Vanderlúcia Márcia Nunes Fernandes retornou coroada de prêmios do 27º Campeonato Brasileiro de Kickboxing, realizado em São Paulo (SP), de 15 a 18 de junho. A macaense lutou e conquitou o título de grande campeã. Vanderlúcia participou de três lutas vencendo todas na pódio na modalidade K1 Rules.

Também a atleta macaense, Suelen Caroline Lima Bitencourt da Cruz, a Suelen Bittencourt, participou do mesmo Brasileiro, e retornou vitoriosa na modalidade Low Kicks, conquistando o Vice-Campeonato.

Vanderlúcia ressaltou que na primeira luta ficou bem nervosa porque eram oito meninas na sua chave. “Tive dificuldades por causa do clima frio, mas na segunda luta fiz aquecimento para me adaptar, e fui bem melhor, apesar de ter me machucado. E todos estavam lá pra ganhar. E na final me senti bem mais confiante, e tinha que dar o meu melhor”, declarou a campeã.
Ambas contam com participação do técnico Amadeu Crizanto (faixa preta 1º Dan), líder da Equipe Renovação Fight Club.

Entuasiasmo da grande campeã

A grande campeã Vanderlúcia contou que na primeira luta derrotou Iasmym Gomes de Oliveira, de Sergipe, na sexta-feira (16); na segunda luta venceu Adriana Rodrigues Francisco, de Minas Gerais; e a final foi contra Maria de Fátima Clementina, de Mato Grosso do Sul.

“Este título representa respeito no cenário esportivo, pois a dificuldade para esta conquista é muito grande. Fui muito bem preparada com treinos de seis horas por dia e eu sabia que lá estavam as melhores do Brasil”, frisou ela, lembrando ainda que na segunda luta teve uma distensão muscular no joelho, portanto o esforço da final foi redobrado.

Euforia da Vice-Campeã

Suelen venceu na primeira luta contra Cynara Araújo, do Rio de Janeiro, que disputou a última edição do WGP. A atleta explica que a menina que iria lutar a semifinal não bateu o peso e por isso ela foi direto para a final contra a atleta Karen Tavares, do Rio de Janeiro. “A luta final foi de fato a mais dificil, pois eu já conhecia a minha adversária e sabia que iria ser a luta mais disputada. Foi uma ótima luta mas infelizmente quem ganhou foi a Karen Tavares”, esclareceu Suelen, acrescentando que três semanas antes do Campeonato Brasileiro sofreu uma lesão leve no joelho, mas que prejudicou a sua movimentação, e teve que fazer algumas sessões de fisioterapia para conseguir competir. “Me senti muito feliz de conseguir disputar o maior campeonato nacional do ano e ainda ficar em segundo lugar de sete atletas, nas condições que eu me encontrava”, concluiu. Em agosto, Suelen já tem a próxima “guerra” marcada, a WRK, evento profissional com disputa de cinturão.

Metas e desafios

Vandu, como é conhecida, nem descansou. Chegou de São Paulo na madrugada de segunda-feira, e já começou a enfrentar pesados treinamentos. A atleta vai disputar a Copa Guadalupe Fight de Kickboxing no sábado (24) no Shopping Jardim Guadalupe, no Rio de Janeiro.

“Já estou vivendo uma verdadeira maratona de treinos para enfrentar esta luta e trazer mais vitórias. Vou dar o meu melhor, e espero voltar com mais uma medalha de ouro”, disse.
A atleta Vanderlúcia já está em preparativos para enfrentar mais uma luta no evento profissional WRK – Warriors Rio Kombat, na modalidade K1 Rules, para poder deslanchar sua carreira no WGP, que está na fase de seleção dos atletas.

A atleta Vanderlúcia

Sem nenhuma pretensão esportiva, Vanderlúcia Márcia Nunes Fernandes buscou uma academia com a intenção de emagrecer pois pesava 96 quilos. Ingressou na Academia O2 Physical no Muay Thai. Logo o treinador Amadeu Crizanto percebeu o seu enorme potencial. A partir daí, a jovem passa a intensificar os treinos no Kickboxing, participando de torneios, destacando-se logo no primeiro Campeonato, que foi a Taça Guanabara.

Recentemente, a Vanderlúcia trouxe de São Paulo o título de Vice-Campeã da Copa Brasil de Kickboxing, numa realização da Confederação Brasileira de Kickboxing (CBK). Logo integrou a Delegação Carioca de Kickboxing (DCK), sendo filiada a Associação União Fight de Artes Marciais – AUFAM. Neste campeonato, Vanderlúcia disputou a final com duas atletas de São Paulo (SP), vencendo a primeira luta com nocaute e na final perdeu por pontos, ficando com a Medalha de Prata (2º lugar). Em Macaé, a atleta faz parte da Academia O2 Physical, integrando a equipe Renovação Figth Club.

A atleta Vanderlúcia conquistou vários patrocinadores, destacando-se a parceria do médico Márcio José Schuller (Seven Esporte), da Farmácia Água Viva (Maria Amélia Noeriga), da Crossfit Macaé (Camile Morales de Figueiredo e Leonardo dos Santos Crucillo), e da Fisioterapeuta Tatiana Nardacci Valente Santos, além da madrinha Iracema Alves, que se tornou uma excelente apoiadora da atleta.

A atleta Suellen

A Suellen Caroline Lima Bitencourt da Cruz, 50 kg, é atleta que disputa o título nas modalidades kicklight e low kick. Sua preparadora física é Monique, do Studio VIP de Rio das Ostras, e tem como patrocinadores Grupo Prizma, Farmácia de Manipulação Vida Ativa e Pés, e Cia Sueli Bitencourt. Ela conquistou os seguintes titulos: Campeã Estadual, Campeã da Copa Brasil, Campeã Pan-Americana, Campeã Interestadual, Bicampeã da Taça Guanabara

Fonte: O Debate On
Autor: Isis Maria Borges Gomes – isismaria@odebateon.com.br
Foto: Divulgação

Deixe seu comentário

comentários

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *